Conteúdos

Quanto ganha um advogado: salário médio 2020

Quanto ganha um advogado

Segundo dados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em 2019, estavam registrados na instituição pouco mais de 1 milhão de advogados. Visto que o Brasil tem pouco mais de 200 milhões de habitantes, pode-se dizer que existe um advogado para cada 200 pessoas no país. Com essa oferta de mercado, a grande pergunta é: quanto ganha um advogado?

O advogado é o profissional formado em bacharelado em Direito e inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) na Subseção do estado em é domiciliado, mediante aprovação no Exame de Ordem e anuência do Conselho Seccional da OAB. 

A advocacia, que é indispensável à administração da justiça, tem como atividades privativas a petição no Poder Judiciário, e as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas. 

Além dos advogados privados, que atuam perante escritórios ou empresas, exercem atividade de advocacia os integrantes da Advocacia-Geral da União, da Procuradoria da Fazenda Nacional, da Defensoria Pública e das Procuradorias e Consultorias Jurídicas dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios e das respectivas entidades de administração indireta e fundacional. Devido à isso, há diferenças salariais entre os advogados do setor público e privado de diversos ramos do Direito.

Advogado no Setor Público

No setor público estão os Advogados da União (AGU), os Procuradores da Fazenda Nacionale dos Estados e os Defensores Públicos, os quais estão subordinados ao Estatuto da Advocacia e ao regime próprio de cada carreira  O ingresso em tais carreiras ocorre por meio de concurso público e, por conseguinte, os profissionais possuem estabilidade, diferente do que ocorre no setor privado. 

Na Advocacia-Geral da União, o salário inicial é de R$ 17.330,33, podendo chegar a R$ 27.303. Já na Procuradoria Federal, o salário inicial é de R$ 19.655,67, e, a Procuradoria Estadual, o salário inicial está entre R$ 15.000 e R$ 20.000, dependendo do estado. 

Os Defensores Públicos Federais têm o salário inicial de R$ 16.489,37, os Defensores Públicos Estaduais tem o salário inicial entre R$ 11.000 e R$ 23.000, variando conforme o estado. 

Além disso, os Advogados da União e os Procuradores, federais, estaduais e municipais, têm direito a honorários sucumbenciais

Advogado no Setor Privado

No setor privado estão os advogados autônomos, que atuam em escritórios de advocacia, e os advogados empregados, que podem ter vínculo empregatício com escritórios de advocacia e com empresas

Portanto, a remuneração desses profissionais não é fixa, tendo em vista a variabilidade dos honorários advocatícios (contratuais ou sucumbenciais), bem como as atividades de consultoria e assessoria jurídica. 

Além disso, há variação de remuneração em cada ramo do Direito e dependendo de cada profissional, mesmo com os parâmetros estabelecidos pela Tabela de Honorários da OAB, a qual tem como objetivo coibir honorários excessivos, bem como a desvalorização da profissão.

Em pesquisa realizada pela Revista Exame, em 2018, são apresentados estudos acerca de quanto ganha um advogado, considerando as áreas de atuação, o porte do escritório e a experiência profissional. Portanto, os advogados foram subdivididos em: júnior, com 1 a 3 anos de carreira; pleno, com 4 a 7 de carreira; e sênior, com mais de 7 anos de carreira.

  • Trabalhista: o advogado júnior possui salário inicial, em média, de R$ 3.900, independente do porte da empresa, podendo chegar à R$ 4.800 nos pequenos escritórios, R$ 5.300 nos médios e R$ 6.500 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 4.500 a R$ 6.500, em escritórios de médio porte de R$ 6.100 a R$ 9.800 e em escritórios de grande porte a remuneração pode chegar a R$ 12.000. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 7.000 a R$ 11.000, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 9.800 a R$ 14.800 e em grandes escritórios, o salário vai de  R$ 11.800 a R$ 19.000.
  • Contencioso Cível Especializado: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 4.100 a R$ 5.400 nos pequenos escritórios, de R$ 3.900 a R$ 6.000 nos médios e R$ 4.200 a R$ 7.000 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 4.900 a R$ 8.500, em escritórios de médio porte de R$ 6.100 a R$ 10.000 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 7.500 a R$ 12.000. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 8.000 a R$ 14.300, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 10.000 a R$ 15.000 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 12.000 a R$ 21.000.
  • Contencioso Tributário: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 4.000 a R$ 6.200 nos pequenos escritórios, de R$ 4.100 a R$ 6.900 nos médios e R$ 4.300 a R$ 7.200 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 5.100 a R$ 8.900, em escritórios de médio porte de R$ 6.200 a R$ 10.100 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 6.800 a R$ 10.500. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 9.000 a R$ 13.000, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 11.100 a R$ 16.700 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 12.000 a R$ 23.100.
  • Consultivo Tributário: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 4.200 a R$ 6.500 nos pequenos escritórios, de R$ 4.200 a R$ 6.700 nos médios e R$ 4.300 a R$ 7.500 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 6.200 a R$ 9.900, em escritórios de médio porte de R$ 6.300 a R$ 11.000 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 7.000 a R$ 12.200. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 9.500 a R$ 17.500, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 12.200 a R$ 16.700 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 13.100 a R$ 25.600.
  • Imobiliário: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 3.900 a R$ 5.700 nos pequenos escritórios, de R$ 4.100 a R$ 6.200 nos médios e R$ 4.200 a R$ 6.900 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 5.000 a R$ 8.000, em escritórios de médio porte de R$ 6.100 a R$ 9.500 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 6.800 a R$ 12.000. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 8.000 a R$ 14.500, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 9.800 a R$ 16.300 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 12.100 a R$ 20.100.
  • Empresarial: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 4.200 a R$ 6.100 nos pequenos escritórios, de R$ 4.200 a R$ 6.800 nos médios e R$ 4.300 a R$ 7.500 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 6.700 a R$ 9.500, em escritórios de médio porte de R$ 7.000 a R$ 12.100 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 7.800 a R$ 13.500. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 8.700 a R$ 17.000, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 9.800 a R$ 16.300 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 13.200 a R$ 25.600.
  • Penal Empresarial: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 3.700 a R$ 5.200 nos pequenos escritórios, de R$ 3.900 a R$ 6.000 nos médios e R$ 4.200 a R$ 7.000 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 6.100 a R$ 8.900, em escritórios de médio porte de R$ 6.900 a R$ 9.300 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 6.800 a R$ 12.000. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 9.100 a R$ 14.200, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 9.500 a R$ 15.500 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 12.500 a R$ 22.500.
  • Direito Público: o advogado júnior tem uma remuneração de R$ 4.100 a R$ 6.200 nos pequenos escritórios, de R$ 4.200 a R$ 7.000 nos médios e R$ 4.300 a R$ 7.500 nos grandes escritórios. O advogado pleno, em pequenos escritórios, tem o salário entre R$ 6.000 a R$ 8.600, em escritórios de médio porte de R$ 7.500 a R$ 10.100 e em escritórios de grande porte a remuneração fica entre R$ 7.900 a R$ 14.000. Por fim, os advogados sênior, em escritórios de pequeno porte recebe de R$ 8.800 a R$ 16.200, em escritórios de médio porte, a remuneração fica entre R$ 11.300 a R$ 18.000 e em grandes escritórios, o salário vai de R$ 14.500 a R$ 25.200.

Diante disso, tem-se que, no Brasil, a média salarial de um advogado júnior é de R$ 3.900, do advogado pleno é de R$ 12.000 e do advogado sênior cerca de R$ 20.000.

Lembrando que isso é uma estimativa e os valores podem variar de acordo com região, escritório de advocacia e área de atuação no direito.

Média salarial de um advogado em outros países

Em outros países, a média salarial de um advogado pode variar conforme a experiência e porte da empresa, assim como no Brasil. 

Em Portugal, país em que advogados brasileiros, regularmente inscritos na OAB, podem atuar profissionalmente, os advogados júnior ganham em média € 800 a € 1.000. Por outro lado, os experientes com mais tempo de experiência ganham cerca de € 2.100 mensais, podendo chegar a anhar de € 8.000. 

Ainda na Europa, na Espanha, a remuneração mensal de um advogado júnior é de € 1.900, podendo chegar a € 4.700. Na França, a média salarial de um advogado é de € 6.000 mensais. Já na Alemanha, o salário mensal de um advogado é cerca de € 6.400.

Principais tendências do mercado da advocacia

Com o avanço tecnológico, novas profissões surgiram, assim como novas possibilidades de trabalho na advocacia. Portanto, novas demandas são criadas e o mercado apresenta tendências de ampliação na advocacia especializada em cibersegurança, criptomoedas, compliance e proteção de dados, bem como aumento no mercado de trabalho para advogados tributários e imobiliários.

Veja abaixo podcast completo sobre as possibilidades na advocacia especializada em infoprodutores!

O advogado especialistaem cibersegurança tem a função de proteger, juridicamente, seus clientes das mudanças tecnológicas, além de salvaguardar a privacidade de dados e patrimonial. Logo, também está relacionado com crimes cibernéticos. 

Já o advogado especialista em criptomoedas, que são moedas digitais em ascensão no mercado tecnológico, tem como objetivo a regulamentação e acompanhamento de transações digitais, a fim de trazer segurança e proteção aos clientes.

O advogado especialista em compliance trabalha com o gerenciamento de riscos de uma empresa, tendo como objetivo a sua diminuição, bem como fiscalizar se a empresa está com suas práticas em consonância com as normas e regulamentações vigentes. No que tange a proteção de dados, o advogado especialista nessa área tem como função manter a empresa dentro do prescrito pela Lei Geral de Proteção de Dados, a fim de evitar possíveis penalizações. 

Veja aqui matéria completa sobre a importância do nicho de atuação em uma estratégia de marketing jurídico.

Diante disso, é possível perceber a tendência de um crescimento da advocacia referente à tecnologia e direito digital.

Veja também como aplicar novas tecnologias ao dia a dia do trabalho de um advogado.

Agora que você tem em mente uma estimativa de valores de quanto ganha um advogado no Brasil e em alguns outros países, fica mais fácil entender como uma estratégia de marketing jurídico pode ajudar a alavancar a sua carreira.

Se você tem interesse nesse tema inscreva-se agora no Curso Gratuito de Marketing Jurídico que a 3MIND disponibiliza para que todos os advogados possam começar um planejamento de marketing de forma simples!

[mautic type="form" id="7"]

Receba conteúdos e estratégias atualizadas de Marketing Jurídico gratuitamente!

Sobre o autor
Compartilhe
Oi, Dúvidas sobre Marketing Jurídico?
Suporte 3MIND
Olá, como está?
É um prazer falar com você!!
Qual é sua dúvida?