Remarketing para advogados: como captar clientes pelas redes sociais?

Redes Sociais para Advogados

Como especialistas em marketing jurídico, sempre deixamos muito claro a dificuldade de advogados fecharem negócios por meio de campanhas no Facebook e/ou Instagram. Mas atenção: é preciso estar atento às formas apropriadas de fazer as ações sem que você corra o risco de cometer uma infração junto a OAB. . Depois de muitos erros e acertos compartilhamos algumas possibilidades de captar clientes na advocacia por meio das mídias Facebook e Instagram.

Registro de navegação e o chamado “Remarketing”

Primeiro é preciso entender como funciona a análise da sua navegação na internet e para isso trazemos um exemplo bem simples: você já deve ter feito alguma pesquisa no Google para comprar algo que estava precisando, como por exemplo, uma torneira e logo depois quando abriu o Facebook ou Instagram começaram a aparecer inúmeros anúncios de torneira, certo? Como e por que isso acontece?

Esses anúncios são direcionados para públicos específicos e se baseiam em rastros que os usuários deixam no Google. E isso também pode ser usado no marketing jurídico.

Quando não usamos esse rastro do Google, considere o investimento de aproximadamente 0,40 centavos para atingir uma pessoa nas redes sociais a partir da segmentação do seu público-alvo. Infelizmente nas ações de marketing jurídico não é possível solicitar ao algoritmo que entregue as ações para pessoas que seriam o “público perfeito”, exemplo: pessoas acima de 60 anos que ainda não se aposentaram, casais recém-separados, empresários ou pessoa física com problemas trabalhistas etc.  

Cursos de Marketing JurídicoPowered by Rock Convert

Se você é um advogado trabalhista, e atua em uma cidade de cerca de 100 mil habitantes, dos quais, cerca de 3 mil são demitidos todo mês (suposição), você pode atingir esse público com 0,40 centavos por pessoa, o que vai te custar aproximadamente R$ 40.000,00 de investimento em anúncios no Facebook por mês. Isso porque para atingir os 3.000 que teoricamente podem necessitar dos seus serviços, você precisará disparar seu conteúdo para o público em geral. Muita grana não é mesmo?

Remarketing para Advogados

Ao utilizar o que chamamos de “rastros do Google”, você poderá criar campanhas diferentes usando o remarketing que toma como referência do “momento de compra” as pesquisas  feitas pelos usuário no Google, como por exemplo: divórcio com separação de bens. Assim como foi feito com o exemplo da torneira, citado anteriormente, você poderá informar ao algoritmo que gostaria de atingir essas pessoas que pesquisaram desta forma A única diferença é que no caso da torneira vai aparecer um anúncio e no caso do marketing jurídico o usuário vai receber na timeline dele um conteúdo jurídico sobre Divórcio Litigioso.

Entenda melhor o remarketing neste conteúdo completo.

Ou seja, ao invés de atirar para todos os lados, você vai focar em um público segmentado, assertivo e que está mais próximo do chamado “momento de compra”. Com isso o aproveitamento financeiro é melhor e a captação de clientes mais eficiente.

Receba conteúdos e estratégias atualizadas de Marketing Jurídico gratuitamente!

Sobre o autor
Compartilhe
Responder
Olá, meu nome é Victor! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?