Vídeo ou texto para advogados online: qual é a melhor estratégia de marketing digital?

Homem assistindo vídeo de Marketing Digital para Advogados

Alguns advogados têm nos questionado o que vale mais a pena: produzir conteúdos em vídeo ou texto como parte das estratégias de marketing digital. Para responder isso temos que analisar alguns indicadores:

1. Termos de pesquisa

Se você é um advogado previdenciarista, por exemplo, e gostaria de aparecer no Google quando as pessoas procurassem por auxílio-doença. A primeira coisa a fazer é pesquisar isso no Google, quando esse assunto é mais acessado em vídeo, os vídeos aparecem primeiro, levando para o YouTube. Com isso você já consegue entender se o público-alvo da sua área consome mais conteúdo em vídeo ou texto (essa é uma forma simplificada de entender o indicador de preferência das pessoas por vídeo)

2. Métricas e indicadores

Mesmo com muitos acessos e visualizações, esse conteúdo pode não gerar resultados. Essa é a métrica da vaidade. No próprio canal do YouTube da 3MIND temos vídeos com mais de 5 mil visualizações que não trouxeram nenhum cliente para a empresa. Tome cuidado com essa métrica, apenas o volume de visualizações não justifica a produção de conteúdo para o YouTube.

3. Conteúdos combinados

Muitos conteúdos podem ser combinados, como fazemos na 3MIND, ele é feito em vídeo e também pode ser adaptado em texto para o blog do escritório de advocacia. Com isso você atinge um público maior. Existem pessoas que têm mais facilidade em entender conteúdo em vídeo, outras preferem ler e agora muitos preferem ouvir. Por isso os grandes portais de notícias já estão adaptando as suas publicações para essas três possibilidades.

Cursos de Marketing JurídicoPowered by Rock Convert

4. Teoria da conversão

Dentro do Youtube não é você quem manda. Você só consegue descrever o vídeo em um pequeno texto, mas não pode chamar o usuário para o seu site ou redes sociais, usando um call to action como chamamos na linguagem de marketing digital para advogados. Com isso, muitos usuários podem consumir seu conteúdo e nunca mais voltar ao seu canal e nem lembrar do nome do seu escritório de advocacia. Além disso, infelizmente poucas pessoas se inscrevem nos canis em comparativo ao número de visualizações!

Quando você produz pensando em Google você consegue levar o usuário para o site do escritório de advocacia e lá é você que manda. Lá o advogado consegue saber quanto tempo o usuário ficou no site, quais páginas acessou e com isso consegue pescar ele no mar da web. Ele se torna um pixel que você consegue seguir por meio do remarketing e entregar outros conteúdos relevantes para ele, iniciando um relacionamento digital.

Entenda como usar o remarketing na sua estratégia de marketing jurídico.

Por isso, pensando a longo prazo a produção de conteúdo em texto é sempre mais assertiva quando falamos de marketing digital para advogados. O YouTube é uma excelente plataforma, mas funciona mais como um complemento para uma estratégia de marketing digital que já estão bem estabelecidos no mercado on-line.

Você já começou a trabalhar o marketing jurídico para o seu escritório de advocacia? Conta pra gente como está sendo a sua experiência.

Receba conteúdos e estratégias atualizadas de Marketing Jurídico gratuitamente!

Sobre o autor
Compartilhe
Responder
Olá, meu nome é Victor! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?