Como identificar demandas jurídicas na crise?

Marketing Digital para Advogados

Guilherme Barbosa

Durante a crise gerada pela pandemia do Covid-19 muitas pessoas e empresas estão buscando soluções jurídicas para problemas empresariais, trabalhistas, tributários, previdenciários, entre outros. Por isso, como especialistas em marketing digital para advogados trazemos um conteúdo sobre como identificar essas demandas por meio das ferramentas de marketing.

O conteúdo foi baseado no episódio especial do 3MINDCAST com a Vanessa Morais do canal @megajuridico, sobre as estratégias para identificar as demandas jurídicas que estão surgindo em meio a crise COVID-19.

Será que tem advogados fechando negócio durante a crise? Quem está contratando? Como encontrar essas demandas e captar clientes com ferramentas de marketing digital para advogados?

O primeiro passo para responder essas perguntas é analisar o mercado: tudo que buscamos no Google ou no YouTube vira o que chamamos de Big-data. No Google Trends, ferramenta on-line gratuita, você pode encontrar como as pessoas estão procurando determinadas palavras como pandemia, previdência, aposentadoria, entre outros. Com isso conseguimos entender em que situação as pessoas estão buscando aquela informação e se elas estão realmente buscando um serviço para resolver esse problema.

Nesse momento de crise as pessoas estão buscando muito, mas muito para se atualizarem ou para matar a “curiosidade”, devido às constantes medidas provisórias que afetam a cada um de nós de forma distinta. Essas buscas não vão ter um índice de conversão para fechamento de contratos para o escritório de advocacia, pois muitas pessoas ainda estão tentando entender o que está acontecendo por meio de informações relevantes.

Em inúmeras situações, somente depois desse frenesi em busca da última notícia é que virá um público mais qualificado e que vai de fato buscar um serviço para resolver problemas causados durante a crise, como por exemplo, empresários que precisam demitir funcionários (após as medidas do Governo para congelar os empregos) e terão que resolver inúmeros problemas de ordem trabalhista. 

Por isso é importante começar a produzir o conteúdo antes desse cliente estar pronto para fechar o negócio, e iniciar esse relacionamento por meio das redes sociais, para que quando eles estiver pronto para contratar ele procure o seu escritório de advocacia primeiro.

Cursos de Marketing JurídicoPowered by Rock Convert

O que fazer com esses insights?

Se você já tem um site, faça publicações em sua rede social, impulsione isso, segmentando dentro da rede social (isso é bem simples e pode ser feito na própria plataforma) e tente responder as perguntas que você encontrou na sua pesquisa. Nesse momento, mais do que nunca, você está ali como advogado para orientar e tirar dúvidas, e não para vender. Deixe de lado a pressa de fechar negócio e mostre-se útil para o seu público, fechar negócio é consequência!

Depois que você entrega um conteúdo relevante pelo Facebook ou Instagram, essas redes sociais registram como as pessoas interagiram com as suas publicações, e com isso você poderá medir o retorno e seguir publicando com base nas dúvidas mais frequentes relacionadas a área de atuação foco do seu escritório.

Aí você começa a trabalhar a segunda que chamamos de “resquícios pós-crise”, na qual você para de entregar apenas a informação e passa a criar oportunidades de negócio, construindo um relacionamento mais objetivo com os seus seguidores, respondendo comentários e tirando dúvidas pontuais.

Nesse momento, mesmo sem você tentar vender o seu serviço (prática proibida pelo código de ética da OAB) a sua rede poderá iniciar uma ação de contratar os serviços do escritório. Isso porque as pessoas sentem confiança no relacionamento, a venda vai ser uma consequência de conteúdos relevantes que trouxeram uma grande rede de seguidores. Além de um contato próximo com os usuários que interagirem com as suas publicações, que vai levar a construção de um relacionamento que, por fim pode virar um contrato.

Algumas demandas que temos percebido como especialistas em marketing digital para advogados e nas pesquisas realizadas diariamente no escritório durante a crise da pandemia são:

Judicial x Extrajudicial

Durante a crise vemos a importância do advogado como especialista em conciliação. Temos visto muitos problemas com contratos e inadimplência, então o advogado que conseguir resolver as questões contratuais de maneira rápida e até extrajudicial terão uma grande demanda de serviço. Isso também vale para àqueles que têm um escritório de advocacia focado em cobranças e podem ajudar empresários que estão sofrendo com a inadimplência.

Direito Tributário

Com o adiamento de impostos para o Simples, e as movimentações de adiamento dos impostos para empresas do lucro real e presumido, temos vistos advogados tributaristas “produtizar” este serviço, pedindo um adiamento destes pagamentos por meio de uma liminar buscando solucionar um problema pontual e usando isso como uma porta de entrada para aumentar a carteira de clientes do escritório tributário.Muitas questões óbvias para o advogado são completamente surreais para o empresário e para a pessoa física, por isso esse é o momento de valorizar esse conhecimento buscando resolver problemas. Tente colocar essas dicas em prática na produção de conteúdo das suas redes sociais e conta pra gente como foi sua experiência com o marketing digital para advogados e se você conseguiu fechar algum novo negócio durante a crise.

Receba conteúdos e estratégias atualizadas de Marketing Jurídico gratuitamente!

Sobre o autor
Guilherme Barbosa

Guilherme Barbosa

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Compartilhe
Responder
Olá, meu nome é Victor! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?