Conteúdos

Como usar o e-mail marketing para advogados?

Advogado apontando erros de Marketing Jurídico

O maior erro no marketing jurídico dos grandes escritórios de advocacia não é na hora de se comunicar com seus clientes. A captação de clientes por grandes escritórios se dá por meio de três pilares principais: indicação de escritórios parceiros, corpo jurídico das empresas, corpo interno do escritório por meio do relacionamento dos sócios e outros advogados.

O maior erro dos escritórios com o marketing jurídico é não focar uma comunicação específica para esses três pilares e não usar o e-mail marketing como uma forma de comunicação estratégica para fomentar a captação de clientes do escritório.

E-mail marketing para advogados funciona?

O e-mail marketing não precisa ser um e-mail de venda, ele permite uma comunicação interna personalizada e pode ser usado como um e-mail institucional para se comunicar com pares como outros escritórios, corpo jurídico de grandes empresas e com os próprios colaboradores do escritório de advocacia para comunicados específicos.

Outro grande erro é unir os três pilares mencionados acima em um só pacote. Os e-mails e qualquer tipo de comunicação deve ser personalizado. Pense em um conteúdo que vai interessar seus escritórios parceiros, outro que vai interessar o público interno do escritório e outro que vai interessar o corpo jurídico de grandes empresas.

Veja também conteúdo completo sobre como trabalhar o mailing do seu escritório de advocacia.

As pessoas abrem e-mail sim, mas é preciso que o conteúdo seja interessante pra elas, e não pra você.

O conteúdo do marketing jurídico deve ser focado no que a pessoa quer saber. Seja interessante, não seja interesseiro. Por exemplo, se você for falar da privacidade de dados, separe no seu mailing para quem interessa esse assunto. Foque nas empresas de tecnologia e pense o que esse empresário precisa saber sobre esse tema. Como, por exemplo, dicas simples e preventivas para evitar problemas futuros com a nova LGPD.

Entregue informação relevante nos seus conteúdos, seja profundo, não faça um conteúdo superficial vendendo um contato. Ofereça o seu conhecimento para conquistar um relacionamento. Se coloque à disposição para tirar dúvidas, não venda uma consulta logo de cara. Faça um e-mail direto, pessoal e não seja chato para não entrar em uma lista de SPAM.

Os e-mails também deve ser curtos, ninguém lê e-mails longos, principalmente no celular!

Que tal rever a estratégia de e-mail marketing do seu escritório de advocacia com as nossas dicas? Conta pra gente se os resultados foram diferentes com essas mudanças!

[mautic type="form" id="7"]

Receba conteúdos e estratégias atualizadas de Marketing Jurídico gratuitamente!

Sobre o autor
Compartilhe
Oi, Dúvidas sobre Marketing Jurídico?
Suporte 3MIND
Olá, como está?
É um prazer falar com você!!
Qual é sua dúvida?