fbpx

Quanto tempo leva para ter retorno com ações de marketing jurídico?

Guilherme Barbosa

Quando os advogados começam a investir em marketing jurídico a grande maioria quer saber o prazo de retorno para essa estratégia de divulgação dos seus serviços. Essa é uma questão bem complicada que, como especialistas em marketing jurídico vamos tentar explicar de uma maneira bem direta, para que você possa entender se é ou não é o momento de investir no marketing jurídico para o seu escritório de advocacia.

O conteúdo deste post tem como base o vídeo Quanto tempo leva para obter retorno com marketing jurídico?, disponível em nosso canal do YouTube.

Primeiramente é preciso diferenciar dois tipos de advogados que buscam ações de marketing jurídico:

Perfil 1 – Àqueles em busca de ações preventivas, que querem fortalecer seu nome no mercado com a ajuda das redes sociais, mas já tem um escritório de advocacia estabelecido e não precisam desse resultado para sobreviver. 

Este cenário é o ideal para começar uma campanha de marketing jurídico, pois as estratégias levam tempo e precisam ser testadas com calma, uma vez que não existe uma receita de bolo ou “certo e errado”, cada caso é um caso e cada escritório de advocacia vai ter uma resposta de acordo com a estratégia executada.

Perfil 2 – É o advogado, muitas vezes recém-formado, que tem urgência em fechar novos negócios para manter seu escritório de advocacia ativo e aposta parte da sua pouca receita em estratégias superficiais de marketing jurídico. Essa ação, pode até gerar algum resultado a curto prazo, porém não se sustenta no médio e longo prazo. Por isso, esse não é o cenário ideal para iniciar ações de marketing jurídico para o seu escritório de advocacia.

Porém, entendemos que nem sempre trabalhamos com o cenário ideal, por isso a primeira coisa a se entender antes de começar a investir em marketing jurídico é simples. Uma ação de marketing jurídico leva entre 6 e 12 meses para começar a gerar resultados, e durante esse tempo é preciso manter uma estratégia alinhada, com muita produção de conteúdo e investimentos para testar o seu público-alvo e o que funciona com ele. Isso é fundamental para manter uma certa sustentabilidade e recorrência nas suas taxas de conversão. Com isso em mente, você estará apto a iniciar suas ações de marketing jurídico.

Com o fácil acesso as redes sociais,  não existe desculpa para não começar o seu marketing jurídico. Você pode começar com o seu perfil pessoal, no blog temos boas dicas de como migrar perfil pessoal para corporativo e com isso você já começa a plantar uma semente que quando seu escritório de advocacia precisar do marketing jurídico já estará em uma fase adiantada. Escolha a rede social que você mais simpatiza e tem certa familiaridade e onde você pode encontrar o seu público-alvo. Para o Direito Empresarial, por exemplo, o Linkedin é o mais indicado.

Feito isso, separamos três variantes que podem impactar o tempo de retorno das suas ações de marketing jurídico. São elas:

TAMANHO DE MERCADO

O tamanho do mercado conta muito! Se o seu mercado tem muita procura ativa as suas ações de marketing jurídico tendem a ter um retorno mais rápido. Por outro lado, se você atua para clínicas e médicos, por exemplo, o tamanho desse mercado frente ao inverso (pacientes), tende a ser menor, e por isso você vai ter que trabalhar mais para criar a sua autoridade perante esses usuários e obter resultados expressivos.

SENSO DE URGÊNCIA

Sempre reforçamos que 90% dos usuários que fazem uma busca não estão prontos para comprar e apenas 10% das pesquisas podem efetivamente fechar um contrato. Nesse momento é importante entender o seu usuário e analisar os “rastros” que ele está deixando ao pesquisar no google: O que é um divórcio extrajudicial?; Qual é a diferença de divórcio extrajudicial e litigioso?; Como fazer um divórcio extrajudicial?

Existe uma grande diferença entre procurar o que é uma coisa, ou entender a diferença entre dois processos e efetivamente perguntar como ele é feito. Esse é o timing correto para realizar a ação de venda.

FUNIL DE VENDAS

O funil é um conceito muito simples. Em uma estratégia já validada (importante ter isso em mente), de 100 pessoas que acessarem seu site, 5 a 10 pessoas vão entrar em contato com o seu escritório de advocacia e destas, uma ou duas vão converter em um possível negócio. Muitos escritórios de advocacia perdem clientes nessa prática porque não conseguem avançar nas negociações e acabam perdendo o contato daquele possível cliente.

Por isso, entender o seu funil e entender os números de pessoas necessários em visitas ao seu escritório, antes de fechar um negócio é fundamental para estabelecer uma estratégia de marketing jurídico mais assertiva.E aí, está preparado para começar a sua estratégia de marketing jurídico? Conta pra gente se ficou alguma dúvida que vamos fazer um conteúdo especial para te ajudar! E não esqueça de visitar o nosso canal do YouTube que está cheio de dicas preciosas para fomentar os negócios do seu escritório de advocacia!

Sobre o autor
Guilherme Barbosa

Guilherme Barbosa

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Compartilhe

© 2019 3MIND – Todos direitos reservados. Desenvolvido por 3MIND.

Responder
Olá, meu nome é Juliane! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?