Post para Advogados: como bombar nas redes sociais

Com base no contato de milhares de influencers que tem de 5 até 70 mil seguidores nas redes sociais trazemos um algumas questões para que o advogado entenda em que ponto a sua página ou perfil está para aí entender o que esperar destas plataformas. Neste post vamos ensinar como desenvolver post para advogados e bombar nas redes sociais!

Não existe resposta certa ou errada, tudo depende da estratégia de marketing jurídico digital do Advogado. 

Por isso o primeiro passo para entender o que esperar dos posts nas redes sociais é definir para que o advogado ou escritório de advocacia querem usar essa ferramenta

Qual é o seu objetivo com a sua página ou perfil?

Publicado em 8 de outubro de 2020

Objetivo dos posts em Redes Sociais

Existem diversos objetivos possíveis em uma estratégia de marketing jurídico digital para redes sociais. selecionamos aqui os três principais para facilitar seu entendimento sobre este tópico. Mas a melhor pergunta a se fazer nesse momento é: O que eu quero obter com os posts em minhas redes sociais? Reconhecimento, Curtidas, Engajamento, Comentários, Negócios, Clientes, Parcerias, entre outros.

1. MARCAR PRESENÇA DIGITAL

Se o objetivo das redes sociais do advogado é marcar presença, ou seja, realizar uma ou duas publicações por semana para garantir uma presença digital, sem o objetivo de um aumento rápido de audiência (seguidores), curtidas e comentários, por exemplo. Apenas como uma vitrine digital para pessoas que buscam pelo seu escritório de advocacia ou pelo próprio advogado na internet. Ou seja, não existe uma perspectiva de resultado por meio da rede social.

Além de uma vitrine digital as redes sociais dos advogados podem ser vistas como amostras grátis dos serviços oferecidos pelo advogado ou escritório de advocacia, uma pequena degustação de todas as dores que esse profissional pode sanar no mercado jurídico, sempre por meio de um conteúdo informativo e consultivo.

2. REFORÇAR AUTORIDADE DIGITAL

Se o advogado atua em uma área ou nicho bastante específico do Direito, como Direito Digital, por exemplo, e quer reforçar sua autoridade e conhecimento em assuntos relacionados a área de atuação como Lei Geral de Proteção de Dados, que é um assunto em alta no momento. Com o objetivo de que os possíveis clientes entrem na página e ganhem confiança em contratá-lo com base no seu conhecimento sobre o assunto.

Esse advogado vai publicar entre 3 e 4 conteúdos por semana e é interessante que ele mapeia, pelo Google Feedback ou Google Trends, por exemplo, as perguntas mais comuns relacionadas a área de atuação do seu escritório. Essas perguntas também podem ser extraídas dos próprios clientes ou de dúvidas que chegam por comentários ou via direct nas redes sociais. 

Ou seja, o advogado vai fornecer informação relevante para os seguidores, seguindo os preceitos do Código de Ética da OAB e reforçar sua autoridade sobre diversos temas, aumentando a segurança dos prospects para contratá-lo, percebendo que ele é realmente um especialista em determinada área.

Esse objetivo é muito bom para gerar resultado com novos clientes e parcerias no longo prazo!

3. INFLUENCER DIGITAL JURÍDICO

Para se tornar um influenciador digital jurídico é preciso produzir muito conteúdo, ou seja, publicar um ou mais posts por dia. Mas como ter um indicador de crescimento para se tornar um influenciador digital jurídico?

Atualmente é possível, infelizmente, comprar seguidores, por isso analisar apenas esse número não é o ideal. O mais importante é perceber que as postagens têm curtidas e comentários, sempre em linha com a quantidade de seguidores do perfil.

Rede Social para dar resultado tem que ter engajamento, ou seja, ter que ter troca. Por isso é preciso publicar muito, gerando curiosidade e temas para novas “conversas” com os seguidores.

Uma maneira de analisar o crescimento da rede social é dividir o número de publicações da página ou perfil, com o número de seguidores. Assim é possível entender quantos novos seguidores o advogado consegue com cada publicação.

Agora que você delimitou o objetivo por trás dos posts de redes sociais fica mais fácil avaliar os resultados obtidos por meio deles. No vídeo abaixo você entende como a estratégia nas redes sociais está funcionando, transformando curtidas em honorários para o advogado.

Veja no vídeo abaixo o que postar no Instagram do advogado para conseguir seguidores e melhorar sua estratégia de marketing jurídico digital!

4. FERRAMENTA DE TRAÇÃO PARA BLOG OU SITE JURÍDICO

Outra função muito importante de um post para advogado é chamar o seguidor para um conteúdo de site ou blog jurídico. Uma estratégia de marketing jurídico digital tem como base um site de advogado e um blog jurídico que reforçam a autoridade do profissional nos assuntos com os quais trabalha.

Para que esse conteúdo seja acessado e sirva como ferramenta de inbound marketing para captação de clientes na advocacia ele precisa estar na primeira página do Google, uma vez que 75% dos usuários não acessa a segunda página do buscador. Para isso, além de ser um conteúdo muito completo, informativo e consultivo, ele precisa ter acessos, ou tráfego, para que o Google perceba sua relevância digital.

Por meio de posts de advogados na redes sociais é possível impulsionar esse conteúdo para um público que terá interesse em acessá-lo, alcançando assim possíveis clientes e disseminando a informação do blog jurídico, transformando-o em uma fonte de pesquisa, gerando segurança para o usuário.

Agora que entendemos os objetivos do post para advogados nas redes sociais, vamos ver como criá-lo.

Como criar post jurídico para Instagram?

Existem duas etapas fundamentais para criar um post jurídico e bombar nas redes sociais:

  1. Imagens/Design
  2. Conteúdo Jurídico de qualidade

As imagens e o design da publicação tem como objetivo chamar a atenção do usuário, que é bombardeado diariamente com milhões de publicações, por isso ela tem que ter um diferencial e captar o olhar e atenção do usuário para que ele pare e leia o post e a legenda, acesse a página, entre no blog e comece uma relação com o perfil do advogado. Por isso, essa imagem deve falar mais que mil palavras.

Agora você deve estar se perguntando: como uma imagem pode falar mais que mil palavras? A gente responde a seguir. 

A importância das imagens e do design no post

O design é uma das partes mais importantes de um bom post para Advogados, isso porque ele vai garantir que o usuário seja impactado por aquele conteúdo. Como já falamos em outros posts do blog, os usuários de redes sociais não estão buscando algo, ao contrário, eles são impactados pelo que aparece no seu feed. 

Como captar a atenção de um usuário de redes sociais? Essa é a pergunta de um milhão de reais, existem vários estudos, métricas e técnicas para obter esse resultado.

A escolha certa da imagem

No caso de posts para advogados, percebemos, ao longo de nossa experiência com mais de 150 escritórios de advocacia, que as imagens escolhidas devem gerar um sentimento.

Por exemplo, em um post sobre “benefício de aposentadoria negado”, precisamos mostrar uma pessoa idosa aflita, que depende desse benefício para sobreviver e está sendo negada sua subsistência. 

Isso vai gerar uma conexão com usuários que passam por esse problema, conhecem alguém nessa situação ou teme se encontrar nela. 

Design do post

Depois de escolher uma imagem que traduza o conteúdo do post é preciso pensar em um design sóbrio, elegante e que passe segurança para o usuário.

Nessa etapa entra em cena o jogo de cores escolhido pelo advogado e a logo de advogado, que já devem ter sido escolhidas antes de iniciar a página ou perfil nas redes sociais.

Veja aqui uma matéria completa sobre Logo de Advogados e entenda o que cada cor transmite para o usuário.

Outro ponto muito importante do design do post é que todos mantenham a mesma identidade visual, ou seja, tragam as mesmas cores, logo de advogado na mesma posição, usem a mesma fonte para o texto aplicado na imagem. Isso gera familiaridade e segurança para o usuário e mostra que as redes sociais do advogado são organizadas e profissionais.

Mas não se preocupe, não é tão difícil quanto parece. Depois de escolher a logo e definir as cores é possível criar um template de post no Canva, uma ferramenta gratuita que ajuda muito no design dos posts para redes sociais.

Depois de ter o layout definido basta organizar um cronograma de pautas e publicações e produzir o copy, ou seja, o texto para ser aplicado em cada imagem e a legenda de cada post, esse é o conteúdo jurídico que citamos lá em cima.

Parece complicado? A gente explica!

Copywriting para advogados

Em tradução livre “copywrite” significa escrita publicitária, que por muitos anos foi a mais valiosa ferramenta publicitária. Responsável pelos famosos jargões que ficavam na nossa mente como “havaianas as legítimas“. 

Atualmente o copy ainda é fundamental para estratégias de marketing jurídico digital, mas com a internet ela vem acompanhada de muitos outros pontos que já mencionamos anteriormente como o design, as imagens, a relação com o público-alvo, entre outros.

Para alguns exemplos de copywrite para advogados acesse matéria completa aqui!

giphy-13

O copywrite para posts de redes sociais pode ser dividido em duas etapas:

Título ou Chamada

Esse título ou chamada é o texto que vai ser inserido na imagem do post, ou seja, terá o maior destaque. Ele precisa ser curto (para não prejudicar o design) e direto (para chamar a atenção do usuário).

Seguindo o exemplo que usamos anteriormente sobre benefício de aposentadoria negado. Um bom copy para o título ou chamada do post seria: “Meu benefício foi negado, o que fazer?”

Essa pergunta remete a uma dor da população e vai chamar a atenção do usuário. Mas como eu sei disso? 

Fácil, digitei no Google o termo “benefício de aposentadoria negado” e vi como os usuários estão pesquisando essa temática. veja na imagem abaixo:

Legenda

A legenda precisa responder a pergunta feita no Título ou Chamada ou discorrer sobre o tema apresentado, mesmo que não seja uma pergunta.

Ou seja, ela apresenta uma solução para o problema do usuário e é com ela que o advogado pode começar um relacionamento de confiança com as pessoas que veem o seu post.

Como?

Gerando interação e engajamento. É na legenda que o advogado pode sugerir ao usuário que deixe dúvidas e comentários sobre o post. 

Na legenda do Facebook e do Linkedin é possível inserir um link para matéria do blog do advogado, iniciando uma ação que aproxima o usuário dos serviços ofertados pelo advogado.

No Instagram esse link pode ser colocado na Bio do Perfil, e isso pode ser avisado na legenda do post – “veja mais no link da bio”.

Mas atenção, é muito importante que o copywrite para advogados siga as diretrizes do código de ética da OAB, sempre com informações relevantes para o usuário e que não mercantilizem ou denigram a profissão.

Veja abaixo o que pode e o que não pode ser feito em um post para advogados segundo o Código de Ética da OAB.

Como aplicar o código de ética da OAB nos posts para advogados?

Segundo o artigo 46 do Código de Ética da OAB é permitida a utilização da internet como meio de levar a publicidade ao cliente: 

“A telefonia e a internet podem ser utilizadas como veículo de publicidade, inclusive para o envio de mensagens a destinatários certos, desde que estas não impliquem o oferecimento de serviços ou representem forma de captação de clientela.”

Ou seja, as redes sociais podem ser usadas para propagar os serviços de um advogado ou escritório de advocacia, mas com algumas ressalvas. Veja abaixo o que pode e o que não pode em um post para advogados:

  • PODE

Os escritórios de advocacia ou advogados podem ter sites e páginas em redes sociais e divulgar esses sites ou páginas em outros sites na internet. 

Advogados podem desenvolver logomarcas e usar fotos que respeitem a sobriedade da profissão. 

Advogados podem fazer posts com conteúdos diferentes no site ou redes sociais, ou até mesmo em vídeo ou áudio, demonstrando sua autoridade em determinada área de atuação ou processo, como por exemplo a obtenção de benefício de aposentadoria negados pelo INSS.

Advogados podem criar grupos de discussão sobre determinado tema. Isso tudo para iniciar um relacionamento de segurança e confiança com futuros clientes e colegas de profissão.

  • NÃO PODE

O advogado não pode anunciar uma promoção de serviços como: Faça seu divórcio e ganhe um testamento. Ou fazer um sorteio com seus serviços.

O advogado não pode fazer um post oferecendo um pacote de serviços com valores de honorários. Como por exemplo: fazemos seu divórcio litigioso mais testamento por R$ 200,00.

A OAB proíbe consultas não pagas, ou seja, o advogado não pode fazer uma consulta por direct ou respondendo comentários, mas pode tirar dúvidas dos usuários.

É expressamente proibido o uso de fotos dos prédios dos Tribunais em posts de redes sociais.

Veja matéria completa sobre os limites da publicidade na advocacia.

Facebook, Instagram e Linkedin: posso replicar o conteúdo?

A resposta é sim! Não existe nenhum tipo de penalidade para conteúdos replicados entre redes sociais de um advogado ou escritório de advocacia. Mas é necessário analisar alguns pontos que diferenciam as plataformas:

  1. O Facebook, por outro lado, permite legendas maiores, mas a grande sacada dessa rede social é o público. De alguns anos para cá o público sênior tem dominado essa rede, por isso advogados previdenciaristas tem mais sucesso nessa plataforma. Outra particularidade do Facebook é a interação, com um público mais velho, é importante manter os comentários sempre em dia com respostas diretas e relevantes para o usuário.
  1. No Linkedin existe um limite de 1300 caracteres para as legendas e o público é majoritariamente empresarial, e pessoas no mercado de trabalho, com idades entre 20 e 60 anos. Por isso vale apostar em posts para advogados mais técnicos e em linha com o mercado de negócios nacional e internacional.
  1. No Instagram uma imagem fala mais que mil palavras. Por isso é importante focar no copy da imagem e na mensagem que a imagem passa para o usuário. Isso que vai atrair a sua atenção. A legenda é apenas um complemento, e não deve ser muito longa.

Ideias de posts para advogados

Agora que você já sabe como fazer um Ideias de posts para advogados. Confira alguns cases de sucesso da 3MIND com posts de clientes que bombaram na internet!

Ideias de Reels para Advogados

Confira no vídeo abaixo mais algumas ideias de posts para advogados, além de ideias de reels para advogados para bombar seu o Instagram do seu escritório de advocacia.

Se você tem interesse em bombar nas redes sociais vire um especialista no assunto com o curso de Social Media da 3MIND. Depois dele os posts para advogados ficarão ainda mais arrasadores!

Anna Carolina

Anna Carolina

Head do setor de Content na 3MIND. Jornalista de formação, especialista em SEO, estratégia e produção de conteúdo para diversos setores, incluindo Jurídico e Marketing.

Discussion about this post