fbpx

O papel do marketing jurídico no direito empresarial

Advogado Empresarial

Guilherme Barbosa

Como o advogado empresarial pode obter resultados com o marketing jurídico para o seu escritório.

Muitos advogados, quando começam a investir em marketing jurídico ou marketing digital esperam resultados de forma muito rápida. Primeiro de tudo, antes de iniciar uma estratégia de marketing jurídico para um escritório de direito empresarial, é necessário entender que as redes sociais não fecham negócios.

As redes sociais são uma ferramenta para chegar ao seu cliente e precisam do apoio de outras ferramentas do marketing jurídico para ser mais assertivas e efetivamente gerar leads para o seu escritório.

Como especialistas em marketing jurídico para escritórios de direito empresarial trazemos três pilares presentes no vídeo Advocacia Empresarial para ajudar advogados que pretendem investir em estratégias de marketing, com o objetivo de obter novos clientes.

Redes Sociais são um canal de relacionamento

Se redes sociais não fecham negócio, por que devo usá-las? Porque elas transmitem credibilidade e devem ser usadas para reiterar o seu discurso de venda. Quando você envia uma proposta para um cliente, ele vai pesquisar o seu escritório na internet, vai olhar seu site e também analisar o conteúdo das suas redes sociais.

Escritórios de advocacia com redes sociais ou sites desatualizados passam uma impressão de desleixo e falta de organização. O que pode ser um ponto negativo na hora do cliente fazer a contratação dos seus serviços. Afinal, se você não consegue manter suas próprias mídias em ordem, como poderá dar conta do problema dele?

Isso é um reflexo do cenário atual, de um mundo conectado e midiatizado, onde àquele que não está on-line perde relevância offline.

Conceito de Mídia

Antes de começar a investir em marketing jurídico é preciso entender a diferença entre mídias ativas e reativas.

As mídias ativas são aquelas, nas quais, buscamos algo, ou seja: Google e YouTube – as mais conhecidas fontes de pesquisa da atualidade.

As mídias reativas, por sua vez, são as Redes Sociais (Facebook, Instagram e Linkedin). Nelas reagimos ao conteúdo publicado, fazemos comentários nos posts, acessamos um conteúdo de site por meio de um link, curtimos publicações, entre outras reações que são sugeridas pelo usuário.

Com isso, percebemos que as mídias reativas são o caminho para atingir alguém que está em busca de um produto ou serviço vinculado ao seu escritório. Por exemplo, um empresário em busca de um escritório de direito empresarial, para resolver questões relativas a contratos com fornecedores.

Como aparecer: SEO X Google Ads

Por fim, é preciso decidir como aparecer no universo digital. Isso é parte fundamental da sua estratégia de marketing jurídico para um advogado empresarial.

A diferença fundamental entre o SEO e o Google Ads é que o primeiro vai fazer com que o seu escritório de advocacia empresarial apareça no Google de forma orgânica, sendo priorizado quando é feita uma pesquisa sobre um tema relacionado ao seu negócio.

Isso se dá quando o seu site é considerado uma referência no assunto ou tema de pesquisa em questão e para isso acontecer são necessários alguns anos de trabalho árduo para desenvolvimento de um conteúdo frequente e relevante.

Já no Google Ads você pode pagar para aparecer. Como? Comprando palavras-chaves relacionadas ao seu escritório de advocacia. Por exemplo, um escritório de direito empresarial pode comprar a palavra-chave advogado empresarial e garantir que quando usuários pesquisarem esse tema, o Google priorize o seu conteúdo.

Qual é melhor? Eis a questão. Tudo depende da estratégia de marketing jurídico por trás de cada um. Uma campanha de Google Ads pode ser muito bem-sucedida se o escritório de advocacia escolher a palavra certa e conseguir atingir exatamente o seu público-alvo, garantindo que as pessoas que acessarem seu site ao realizarem a pesquisa no Google, liguem para obter os seus serviços.

Por outro lado, se a palavra-chave não for bem pensada, a campanha pode ser extremamente cara e pouco assertiva, uma vez que vai atingir muita gente desqualificada, ou seja, que não está procurando o seu negócio e por isso não vai virar um cliente.

Na parte de SEO o desafio é ainda maior, uma vez que leva muito tempo para se obter os resultados, e por isso requer investimento em conteúdo qualificado. Por trás dele existem diversas técnicas e macetes para ganhar pontos com o Google e se tornar uma referência de pesquisa.

Quando esse objetivo é conquistado e o seu escritório de advocacia empresarial se torna referência no tema, a credibilidade do SEO é maior que a do Google Ads. Mais isso já é assunto para o próximo post.

Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário com outras dúvidas sobre marketing jurídico que a gente traz a solução pra você!

Veja mais sobre este tema no nosso canal do YouTube!
Sobre o autor
Guilherme Barbosa

Guilherme Barbosa

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Compartilhe

© 2019 3MIND – Todos direitos reservados. Desenvolvido por 3MIND.

Responder
Olá, meu nome é Juliane! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?