Insights para captar clientes na advocacia, além do marketing jurídico

Guilherme Barbosa

Como especialistas em marketing jurídico nos deparamos diariamente com algumas questões de advogados iniciantes ou que estão querendo mudar de área para aumentar os lucros do escritório de advocacia.

Veja também um conteúdo completo com os principais erros dos advogados iniciantes no marketing jurídico!

Mas afinal, qual é a melhor área para começar um escritório de advocacia? Qual é a porta de entrada para construir uma carteira de clientes? Sabemos que o direito empresarial é o sonho de muitos advogados iniciantes, mas como criar esta primeira conexão com este público-alvo??

Temos também um conteúdo completo sobre o papel do marketing jurídico no direito empresarial, acesse.

Trazemos alguns insights que vão além do planejamento de marketing jurídico para advogados iniciantes começarem um relacionamento com seu público-alvo baseado no vídeo Advogados iniciantes, como atrair clientes e gerar resultados rápidos?, disponível em nosso canal do Youtube.

Porta de entrada na Advocacia Empresarial

Costumamos dizer que existem dois caminhos para a porta de entrada em grandes clientes empresariais. A primeira é escolher uma área de atuação muito específica e ir além do conhecimento jurídico, se aprofundando no negócio daquele cliente (principalmente compreendendo os problemas que levam ao Judiciário), para só depois iniciar uma estratégia de marketing jurídico promovendo esse conhecimento de maneira orientativa, sem ferir o código de ética da OAB.

Se o advogado deseja atender uma metalúrgica, por exemplo. O que ele deve fazer? O primeiro passo é mapear os problemas que esses empresários têm. A partir destes problemas o advogado vai encontrar a sua “porta de entrada” ao compreender como ele poderá se tornar útil para o negócio. 

Uma boa alternativa é focar os conteúdos do escritório de advocacia em uma dor específica desse possível cliente, como por exemplo: acidente de trabalho (mostrando para aquela empresa ou empresário que é especialista nessa área específica. Mas, para isso, precisará entender quais são os acidentes mais comuns em metalúrgicas, quais máquinas os trabalhadores operam e com isso oferecer dicas e tornar-se um “consultor jurídico” para esse público-alvo.

A especialização é a melhor ferramenta para se aproximar de possíveis clientes por meio do marketing jurídico. Mas para isso, o advogado não pode ser só especialista no jurídico, ele precisa entender do negócio do cliente que quer atingir, e mostrar para o empresário que conhece as dores dele e pode resolver os problemas dele por meio de conhecimentos técnicos e jurídicos.

Depois que o advogado adquire todos esses conhecimentos é fundamental desenvolver uma estratégia de marketing jurídico para promover essa informação, isso sempre de maneira orientativa e com o auxílio das ferramentas de impulsionamento das redes sociais, nas quais você consegue personalizar o público-alvo. No caso do exemplo acima, empresários da área metalúrgica.

Vale lembrar que o marketing jurídico é apenas “parte” do planejamento para captação de novos clientes. O departamento comercial também vai precisar arregaçar as mangas e correr atrás desses empresários, mostrando o seu know how.

Tudo isso requer tempo e dinheiro! Mas se essa não é a sua realidade ainda existe uma opção.

Juizado Especial

Se você tem pressa em ver resultados e poucos recursos para investir em ações de marketing jurídico a longo prazo, existe uma solução! Foque nos casos menores, de juizado especial como exemplo, que os grandes escritórios de advocacia não querem pegar e use-os como porta de entrada para começar um relacionamento com grandes clientes.

Um exemplo simples baseado no mercado atual é o seguinte: estamos vivendo um momento que tanto andar de bicicleta quanto praticar corrida se tornou muito comum, principalmente entre empresários de alto padrão. Muitos deles, usam esses exercícios como uma válvula de escape para o estresse do dia a dia e usam bicicletas de mais de 100 mil reais para praticar as atividades.

Se o advogado iniciante se especializar em problemas de seguro e até vícios destes produtos isso pode ser um diferencial. Pense em um tipo de pessoa ou produto e como resolver os problemas desse nicho. Essa pessoa pode ser um empresário bem sucedido e contratar seus serviços como pessoa física e, naturalmente ao  gostar dos seus serviços, poderá te abrir oportunidade ou indicar para um cliente empresarial.

Esses casos de juizado especial também tem um retorno mais rápido, e com isso você consegue manter o fluxo de caixa do seu escritório de advocacia e começar a construir relacionamentos. Assim você conseguirá angariar fundos para um planejamento mais robusto de marketing jurídico, ainda dentro do seu nicho.A ideia desse conteúdo é abrir um pouco a mente dos advogados iniciantes para uma captação de clientes diferente com retorno rápido, uma ação que vai além das estratégias de marketing jurídico, mas ajuda a viabilizar um planejamento a longo prazo para o escritório de advocacia. Gostou das nossas dicas? Deixe seu comentário que vamos buscar outros insights para você!

Sobre o autor
Guilherme Barbosa

Guilherme Barbosa

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Compartilhe

© 2019 3MIND – Todos direitos reservados. Desenvolvido por 3MIND.

Responder
Olá, meu nome é Victor! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?