4 cuidados necessários ao abrir uma microfranquia

Empresária de microfranquia

Guilherme Barbosa

Com a pandemia do coronavírus o desemprego no Brasil chegou a índices jamais vistos no país, por isso muitos executivos têm usados suas verbas rescisórias para investir em um novo negócio. Para esse público, as microfranquias parecem ser uma opção atrativa pelo baixo investimento e processo operacional facilitado pela expertise da franqueadora. Porém, é preciso estar alerta a alguns cuidados necessários antes de abrir uma microfranquia, separamos alguns deles para você!

Você é um empreendedor?

Independentemente da microfranquia contar com o suporte da franqueadora, ao investir em um negócio é preciso ter as características necessárias de um empreendedor e estar à frente da sua microfranquia. Ela não é apenas um investimento, não tem como aplicar o dinheiro e deixar o mercado fazer com que ele cresça. As microfranquias necessitam de um perfil de empreendedor que está disposto a colocar a mão na massa e dedicar tempo ao novo negócio.

Você tem afinidade com o produto ou serviço da microfranquia?

A pesquisa é parte fundamental do processo de compra de uma microfranquia. Primeiro é preciso entender qual é o know how da franqueadora e como ela vai repassar isso para o franqueado, bem como qual será o papel dele no processo operacional.

Nas microfranquias da 3MIND, por exemplo, a franqueadora oferece todo o serviço de marketing jurídico por meio de uma equipe especializada e cabe ao franqueado vender esse serviço, por meio de um papel comercial, usando seu networking, bem como cuidar do pós-venda, mantendo seus clientes satisfeitos durante o contrato.

Ainda assim, é preciso que o franqueado acredite no marketing jurídico e tenha alguma afinidade com esse mercado.

A microfranquia segue a Lei de Franquias?

A Lei de Franquias determina que as franqueadoras entreguem um documento chamado Circular de Oferta de Franquias (COF) aos empresários. Na COF estão todas as informações relevantes para o investimento, como dados financeiros e os contatos de franqueados. O franqueado precisa ter isso em mãos 10 dias antes de assinar o contrato. Fique atento!

Expectativas X Realidade

Como um negócio de baixo investimento a microfranquia também será um negócio de baixo faturamento. O retorno do investimento inicial deve acontecer entre 6 meses e um ano e é preciso que o franqueado tenha um entendimento real das expectativas de faturamento do negócio, bem como de suas funções na operação.

Muitas microfranquias trabalham com um modelo operacional individual onde o franqueado é dono e funcionário, cabendo a ele as funções de comercial e atendimento de novos clientes. Com isso não espere terceirizar esse trabalho logo nos primeiros meses de trabalho.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre os cuidados para investir em uma microfranquia entre em contato conosco, estamos à disposição para ajudá-lo nesse processo!

Sobre o autor
Guilherme Barbosa

Guilherme Barbosa

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Compartilhe
Responder
Olá, meu nome é Victor! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?