5 tendências em microfranquias após a crise

Microfranquias

Guilherme Barbosa

As microfranquias vem se popularizando desde 2016 e são um modelo de franquia com investimento reduzido, bem como gestão operacional facilitada, muitas adaptando-se ao modelo home based, no qual o franqueado pode trabalhar da própria casa com operação individual ou equipe reduzida.

Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Fraqnuias) o investimento inicial de uma microfranquia gira em torno de 90 mil reais, e deve ser recuperado entre seis meses e um ano. Com a crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus, muitos executivos se viram sem empregos e a microfranquia apresenta uma opção para àqueles que pretendem empreender.

Com isso em mente separamos algumas tendências no mercado de microfranquias que devem crescer após a pandemia, são elas:

Microfranquias de Saúde e Bem-estar

Segundo dados da ABF, em 2018, o setor de franquias de saúde faturou mais de R$ 31,9 bilhões e, só no primeiro trimestre de 2019, obteve uma receita de R$ 7,6 bilhões e uma das características que permitiu esse crescimento foi o fato de muitas franquias de saúde se enquadrarem no ramo de microfranquias. Entre elas, redes de saúde, beleza e bem-estar são as mais populares entre as franquias de menor porte.

Ou seja, lojas virtuais de produto de beleza, serviço de manicure e estética em domicílio e até a produção em domicílio de cremes e produtos de beleza podem ser uma opção de baixo investimento para empreendedores que se identificam com esse ramo.

Microfranquias de Alimentação

Líderes no mercado, as franquias de alimentação devem apresentar um novo formato para o futuro. Uma tendência nessa área é a alimentação saudável, franquias de alimentação especializadas em saladas e doces fit tem apresentado grande crescimento e com o aumento dos pedidos por delivery abre uma porta para as microfranquias de alimentação, que não dependem de um ponto de venda, apenas de uma estratégia de venda digital e entrega em domicílio.

Microfranquia de Marketing Digital

O marketing digital faz parte da realidade das agências de comunicação desde o início da internet, seja para estratégia de posicionamento digital ou comunicação com clientes e parceiros via e-mail marketing. Atualmente, com o crescimento do mercado digital, essas agências estão comercializando microfranquias de marketing digital, nas quais vendem seu conhecimento na área para empreendedores que possam comercializar esse serviço, ampliando o escopo de atendimento da franqueadora.

Veja também o conteúdo completo sobre as vantagens de uma microfranquia de marketing digital.

Essa estratégia vai de encontro a outras duas tendências do mercado de microfranquias: o investimento em tecnologia e a interiorização dos negócios. Ou seja, as microfranquias de marketing digital já trazem uma tecnologia de processos implementados, testados e aprovados e permite que franqueados levem esse serviço para cidades menores, onde em um primeiro momento a agência matriz não tinha como chegar.

Esse é o modelo de microfranquia comercializado pela 3MIND, maior agência de marketing jurídico do Brasil, que viu com a crise uma oportunidade de expansão do negócio. Permitindo que franqueados de todo o Brasil revendam os serviços de marketing digital para advogados sustentados pelo serviço já comprovado da franqueadora.

Sobre o autor
Guilherme Barbosa

Guilherme Barbosa

Especialista em marketing com ênfase no universo Jurídico. Criador e mentor de novos negócios (startups), e expert em Inteligência analítica e Big Data (PUC-PR). Minha paixão - transformar números, dados e intuições em estratégias eficientes.

Compartilhe
Responder
Olá, meu nome é Victor! 😊

Nós já ajudamos mais de 100 escritórios de pequeno a grande porte a construir sua autoridade.

Como podemos lhe ajudar?