Conteúdos

22 dicas para dominar o Google Adwords em 2020

Google Adwords para Advogados

Certamente você já fez uma pesquisa na internet e clicou nos primeiros links que aparecem. Ou estava assistindo um vídeo no youtube e foi impactado por uma propaganda, ou ainda, entrou em algum site e viu um banner de publicidade. Sim, você já foi impactado por uma estratégia de marketing digital de alguém que usa o Google Ads.

E o termo Google Ads ( antigo Google Adwords), certamente você também já ouviu falar. Mas será que você já sabe o que é, pra que serve e como funciona? Esses são questionamentos básicos para quem ainda não tem conhecimento aprofundado sobre marketing digital ou confunde com outras ferramentas e estratégias.

Com certeza quando uma empresa decide investir em marketing digital os objetivos principais são: atrair novos clientes; gerar novos negócios; conquistar autoridade de marca e ganhar maior visibilidade na web. E, atualmente, o Google é o principal foco para quem deseja alcançar esses objetivos.  

Porém, é normal que muitas empresas não entendam para que serve e como usar. As dúvidas vão desde como ele funciona até como conseguir gerar receita com a ferramenta. É importante ressaltar também que muitas empresas utilizam o Google Ads de forma errada e acabam não obtendo o resultado esperado. 

Portanto é essencial conhecer bem a ferramenta e aprender a utilizá-la da melhor maneira possível para conquistar seus objetivos.   

Por isso, para desmistificar o Google Ads preparamos um conteúdo rico em informações para você advogado que quer aprender mais sobre o tema e também aplicar nas estratégias de marketing jurídico digital do seu escritório.

Em tópicos organizados, vamos explicar tudo que você precisa saber. São 22 dicas para você ter o conhecimento necessário para dominar o Google Ads.

H2 – O que é Google Ads?

É a plataforma de anúncios do Google! Foi criada em 2000 para ajudar empresas a divulgar e alavancar seu negócio na internet. Desde sua criação lidera o mercado mundial de mídia online e sua receita vem crescendo a cada ano. É uma ferramenta fundamental para quem deseja trabalhar com links patrocinados, anúncios em display ou vídeo.

Em 2019, a receita publicitária gerada pelo Google Ads foi recorde alcançando U$ 134 bilhões de dólares. Dado que comprova que a plataforma está muito à frente dos seus concorrentes, pois o segundo colocado é o Facebook teve receita de U$ 69 bilhões – praticamente metade do que o Google gerou. É legal destacar que no Brasil o Google corresponde a 97% das buscas online.

Além disso, um dos grandes diferenciais da publicidade online oferecida pelo Google é a possibilidade de segmentação do público e mensuração dos resultados. Ou seja, você terá métricas precisas e alcance ilimitado se precisar. Questões que na publicidade tradicional são mais difíceis de observar e medir.

Para que serve?

O Google Ads é uma poderosa ferramenta para a divulgação do seu negócio e serve para gerenciar seus anúncios e campanhas online para que sua empresa consiga conquistar novos clientes e fazer novos negócios. 

Dentro da plataforma é possível criar vários tipos e formatos de anúncios de acordo com a necessidade do seu empreendimento. Vender produtos ou oferecer serviços, tanto faz, a plataforma permite configurações que possibilitam todos os tipos de empresa de participar ativamente. Com o Google Ads você vai conseguir organizar e estruturar sua publicidade online, definindo estratégias e orçamentos. E, também, mensurar todos os resultados de uma maneira clara e objetiva.  

O Google Ads costuma trazer resultados rápidos. Para isso é preciso configurar as campanhas de maneira correta e assim extrair os melhores resultados possíveis. Dentro da própria plataforma é possível ter insights de campanhas publicitárias e também traçar estratégias a partir de dados de pesquisa e busca por palavras-chave.

Trata-se de uma ferramenta completa de publicidade online. Provavelmente quando você investir e obter bons resultados não vai mais querer parar de usar o Google Ads.

Quem pode usar

Por ser uma plataforma aberta e de livre acesso na web, o Google Ads pode ser usado por qualquer pessoa ou empresa que tenha cadastro no Google e que esteja dentro das políticas da empresa. Para isso é necessário seguir as diretrizes que a própria plataforma sugere quando você está criando uma conta. 

Então não importa o tamanho do seu escritório de advocacia ou da sua empresa. Tanto pequenas, médias ou grandes corporações podem aproveitar as funcionalidades do Google Ads para aplicar suas estratégias de marketing digital e aumentar suas vendas. 

Como funciona

Um dos pontos importantes para investir no Google Ads é entender como ele funciona. Para obter a melhor experiência da ferramenta é preciso saber como utilizar cada um dos recursos disponíveis na plataforma. Compreender como funciona vai te ajudar a otimizar os resultados das suas campanhas com menos erros e mais acertos.

Por ser uma plataforma de anúncios online, o Google Ads funciona no sistema de leilão. Ou seja, os anunciantes oferecem dinheiro em troca de cliques de acordo com a oferta e demanda. Mas nem sempre a maior oferta é melhor classificada, pois o Google analisa alguns outros fatores como qualidade do anúncio, seguindo as diretrizes da ferramenta, para ranquear os resultados.

Esse ranqueamento é feito através do Ad Rank, que é calculado a partir do Índice de Qualidade do Anúncio (IQ) x Lance (Custo por Clique Máximo). Esse cálculo é que vai determinar o posicionamento real do seu anúncio e quem vai aparecer por primeiro nos resultados de busca por determinada palavra-chave.

Seus podem ser exibidos em Redes de Pesquisa, diversos sites pela Rede de Display, Youtube, Gmail, aplicativos e outros.

Quanto custa

Esse é um ponto que gera muita dúvida de quem pretende fazer campanhas no Google Ads. Quanto custa? Existe um mínimo para investir? Quanto tenho que desembolsar para conseguir resultados efetivos?

Para respondermos essas questões, diversos itens devem ser avaliados pois o custo vai depender. Mas a boa notícia é que você não vai precisar investir muito para ter sua primeira campanha online. Você pode definir um orçamento diário para gastar ou um orçamento por campanha que fizer. Então é possível começar com pouco, sentir o retorno, fazer medições e análises para investir mais. É claro que esse valor vem aumentando gradativamente ao decorrer dos anos com o aumento da concorrência, porém ainda é a mais acessível forma de publicidade na internet.

O valor que você vai gastar vai depender da quantidade de cliques que a campanha receber, do orçamento que você destinou para a campanha ou para o anúncio, e, também, quanto custa a palavra-chave que está comprando ou onde seu anúncio está sendo veiculado. Normalmente tudo isso pode ser medido pelo valor conhecido por CPC, Custo Por Clique, ou em inglês Cost Per Click. Isso tudo significa que você vai conseguir fazer campanhas de baixo custo ou alto custo, de acordo com seus objetivos e resultados.

E ainda, se você for comparar entre outras formas de publicidade, vai perceber que o Google Ads é a mais vantajosa. Os valores de anúncio em rádio, revista, tv, outdoor certamente são bem maiores e você não vai ter o controle exato, com métricas precisas e nem com o retorno real sobre o seu investimento em campanhas e anúncios. O Google Ads é uma mídia significativamente mais barata do que as tradicionais e até mesmo que outros sites ou portais da web.

O que é uma Campanha

Bom, agora que você já sabe alguns dos princípios básicos do Google Ads vamos avançar e alguns outros pontos tão importantes quanto os primeiros. No tópicos anteriores falamos em campanhas e anúncios mas não explicamos nem um, nem outro. Então primeiro vamos entender o que é uma Campanha! 

Uma campanha é um conjunto de grupo de anúncios que compartilha algo em comum, pode ser um orçamento, uma segmentação por local, idioma, distribuição, data ou interesse e, também, por outras configurações

Basicamente falando, uma campanha serve para organizar categorias de produtos e serviços que você deseja divulgar ou vender em determinados períodos, localidades e muito mais. 

No seu Google Ads é possível criar diversas campanhas. Dentro dessas campanhas você pode criar um ou mais grupos de anúncios. Esse grupos de anúncios podem ser compostos por inúmeras palavras-chave, anúncios e lances. 

Toda essa estrutura permite que você consiga organizar da melhor maneira possível suas estratégias de marketing digital dentro do Google Ads. Com a segmentação em campanhas e grupos de anúncios você consegue ter uma visão mais ampla e organizada dos seus investimentos na plataforma. E, também, sua análise e métricas sobre o retorno sobre o investimento. 

Tudo sobre Anúncios

Como explicamos anteriormente há uma diferença entre campanhas e anúncios. Você pode criar diversos tipos de anúncios dentro de uma campanha. Esses anúncios podem ser de formatos diferentes como textos, fotos e vídeos. 

É ideal criar vários anúncios dentro de uma campanha para que você possa ter uma visão bem clara do que está funcionando bem e do que não está dando resultado. E assim, investir mais no que vai bem e otimizar seus próprios resultados. 

Para conquistar os melhores resultados possíveis para suas campanhas digitais dentro do Google Ads você precisa entender quais são os tipos de campanhas existentes para descobrir qual é a mais adequada a um determinado tipo de produto ou serviço. 

Tipos de Campanhas de Google Adwords

O próprio Google Ads diz que existem 6 tipos de campanhas, entenda cada uma delas:

  1. Rede de Pesquisa
  2. Rede de Display
  3. Google Shopping
  4. Vídeo
  5. Smart
  6. Discovery

1 – Rede de Pesquisa

É o formato mais comum e popular do Google Ads. São os anúncios exibidos nos resultados de pesquisa de determinadas palavras-chave. Eles ficam posicionados nas quatro primeiras posições da página e nas três últimas posições da página de pesquisa, trazem uma pequena legenda na frente “Anúncio” indicando que é um link patrocinado. 

Normalmente são anúncios que alcançam pessoas que estão buscando produtos, serviços, ou resolver uma dúvida ou na busca por uma solução específica. Um fator relevante é que a empresa só paga somente se a pessoa clicar no anúncio. Bem planejada, a rede de pesquisa pode trazer ótimos resultados para os anunciantes.

2 – Rede de Display

Os anúncios da rede de display são mostrados em sites e portais parceiros do Google. Alguns do próprio Google como: Youtube, Gmail e Blogger. É uma rede muito grande que atinge cerca de 90% dos usuários de internet no mundo todo. Estima-se que sejam mais de 2 milhões de sites participantes. Ótima opção para quem deseja veicular anúncios em sites segmentados ou portais de notícias, por exemplo. 

Um ponto forte do anúncio gráfico é que ele permite opções especiais para fazer o cliente perceber sua marca. Utilizando banners você pode criar imagens específicas, elementos interativos ou animações. Se preferir texto vai poder criar caixas de texto com descrição e site da empresa. Também é possível criar formatos exclusivos para publicidade no Gmail.

3 – Google Shopping

É a solução mais recente para quem tem loja virtual ou e-commerce. Principalmente para as lojas que tem uma boa variedade de produtos. E até para lojas físicas que desejam alcançar um público maior na internet.

Oferece aos usuários uma ótima experiência pela facilidade de acesso e informações como preço e onde encontrar o produto de acordo com as preferências do consumidor. Funciona como um balcão virtual para seus produtos, um verdadeiro shopping.

O Google Shopping entrega para o consumidor exatamente o que ele está buscando, isso aumenta significativamente as taxas de conversão e venda.  

4 – Vídeo

Sabemos que o vídeo é, atualmente, o formato que traz mais engajamento na internet. Diariamente, no mundo todo, pessoas de todas as faixas etárias assistem vídeos e consideram uma forma de prática e simples de consumir conteúdo que lhes agrada buscando entretenimento ou informação de qualidade.

Então nada melhor do que anunciar onde seu público está, não é!? Optando por criar um anúncio em vídeo você vai pode veicular ele principalmente no Youtube, que é o maior site de vídeos do mundo e também é considerado o segundo maior em pesquisas – atrás somente do próprio Google, e também em outros sites parceiros. 

Nesse tipo de anúncio você pode pagar por visualização ou por clique. O ideal é que você consiga chamar a atenção do seu potencial cliente nos primeiros 5 segundos do vídeo. 

5 – Smart

A campanha Smart é direcionada para display. Também conhecida como campanha inteligente, foi criada não faz muito tempo com o objetivo de otimizar e simplificar a experiência dos anunciantes. Tem a meta de alcançar uma melhor performance de conversão, utilizando técnicas de machine learning do Google combinadas com automatização de leilões, público-alvo e criativo de anúncios.

Esse tipo de campanha é perfeita para quem deseja reduzir o tempo de configuração dos anúncios e automatizar os processos. Pague somente quando as pessoas clicarem no seu anúncio, crie uma campanha com alto desempenho em apenas alguns minutos, atraia novos clientes para seu site ou maps com mais inteligência e menos esforço.

6 – Discovery

As campanhas Discovery são direcionadas para os feeds do Google como Youtube, página inicial e assistir a seguir, Gmail, promoções e social, além do Discovery, que é aquela página de notícias do Google no celular. Esse tipo de campanha tem um alcance muito amplo, são cerca de 3 bilhões de pessoas. 

A intenção desse tipo de campanha é gerar mais engajamento com anúncios mais atraentes, relevantes e criativos. Os mecanismos do Google Ads te ajudam a encontrar seu público-alvo através da compreensão de intenção de busca do cliente. É um ótimo tipo de campanha para quem quer alcançar objetivos como gerar conversões de venda em alta escala, conquistar novos clientes e se reconectar com clientes valiosos.

Estrutura dos Anúncios 

Agora que já conhecemos todos os tipos de anúncios é importante olharmos como vamos construí-los. Para isso é necessário entender a estrutura e o que você vai precisar para criar um bom anúncio.

Podemos dividir os anúncios padrões do Google Ads em quatro partes distintas e complementares. Antes de veicular qualquer anúncio é legal você verificar bem todo os pontos para tenha uma experiência melhor e resultados que correspondam a suas expectativas.

1 – URL Final – Caminho final, é para onde o usuário vai ser direcionado após o clique. O endereço final não precisa aparecer no anúncio, mas fica a critério da empresa colocar ou não.

2 – Título – Linha principal do anúncio, descreva bem seu produto ou a oferta que deseja colocar. Tem espaço para 60 caracteres que serão divididos em 2 linhas de 30 caracteres cada, separadas por um hífen.

3 – Caminho – Link mais curto, ou até fictício, que inclui automaticamente o endereço cadastrado na URL final. Você também pode incluir 2 subcategorias com 15 caracteres cada.

4 – Descrição – Usadas para descrever melhor do que se trata seu anúncio, são as linhas que vem logo abaixo do título e tem tamanho máximo de 80 caracteres. 

Dicas para a Produção de Anúncios

Um conceito básico que devemos utilizar na produção de um bom anúncio é: entregue ao seu cliente o que ele busca. Faça ele pensar que aquele anúncio foi feito pra ele. Quanto mais assertivo você for, melhores serão os resultados dos seus anúncios.

O título deve conter a palavra-chave principal que você está trabalhando. Assim você não terá erro, e vai impactar as pessoas que estão buscando aquilo que você está divulgando.

Outro fator legal que você pode usar no seu anúncio do Google Ads é criar segmentações. Por exemplo, se você colocar no seu anúncio “Exclusivo para Advogados” você estará qualificando seus contatos e eliminando clique indesejados e, assim, gastando menos com cliques desqualificados.

Escreva as letras iniciais do título com letras maiúsculas para chamar mais atenção ao seu anúncio. E use todos os caracteres disponíveis para cada espaço de conteúdo, aproveite ao máximo o espaço disponibilizado. Veja mais algumas dicas segmentadas:

Título

No título sempre procure ser bem claro pois é a parte que mais chama a atenção do cliente. O título deve refletir o que o usuário está buscando. Seja direto e use as suas principais palavras-chave.

Descrição

Apesar da descrição ter um espaço um pouco maior, 80 caracteres, ainda é muito pouco para descrever algo mais elaborado. Porém, prefira utilizar técnicas de copywriting ou gatilhos mentais. Sempre lembrando que precisa ser uma mensagem clara, direta e persuasiva. Se possível insira argumentos que possam definir a escolha do cliente.

URL de Visualização

É legal utilizar a própria URL do domínio da empresa nesse item. Ele fica com uma cor diferente e chamativa, e isso pode ser um diferencial na hora de conquistar um clique. 

URL de Destino

Esse é o destino final, é para onde as pessoas que clicaram no seu anúncio vão. Se tiver qualquer tipo de problema nessa URL, pode acabar estragando todo o planejamento do seu anúncio. Prepare, otimize e escolha essa URL com cuidado. 

Envie o cliente para uma página que tenha total significado com a busca dele. Caso ele caia em alguma página diferente daquilo que ele procura, os resultados não serão bons. Uma boa dica é criar uma landing page que entregue valor e que consiga converter melhor o usuário. 

Extensões de Anúncios

Para complementar o conteúdo dos anúncios é possível criar extensões. Assim, você poderá colocar informações adicionais que podem ser essenciais na hora de uma conversão final. Os tipos de extensão são atualizados frequentemente pelo Google, então é importante sempre ficar ligado nos tipos de extensões que são válidas. Veja algumas delas:

  1. Aplicativos: destaque seu app Android ou IOS dentro do seu anúncio.
  2. Avaliações: coloque comentários positivos de clientes sobre o seu produto ou serviço.
  3. Snippets Estruturados: conjunto organizado de destaque, como diferentes tipos de produtos ou serviços.
  4. Chamada: inclua um telefone para contato ou também contato via whatsapp.
  5. Sitelink: inclua também outros links das páginas semelhantes ou complemntares de seu site.
  6. Frases destaque: crie chamadas curtas para reforçar os diferenciais do seu serviço ou produto.
  7. Local: inclua o endereço da sua empresa através do Google Meu Negócio ou Maps,
  8. Extensões automáticas: o Google Ads cria automaticamente com a intenção de melhorar o desempenho do seu anúncio.

O que não pode ter nos Anúncios

Como toda propaganda existe uma regulamentação, regras que precisam ser seguidas para obter um bom resultado no Google Ads e para que seu anúncio seja veiculado normalmente. Para que você não tenha problemas na criação e veiculação dos seus anúncios fique atento a esses tópicos e as diretrizes da própria ferramenta. 

  • Superlativo: Para evitar um discurso enganoso a plataforma também não permite que você utilize superlativos como “o melhor de todos” em seus anúncios. Caso você realmente seja o melhor de todos é necessário que essa informação esteja clara em seu site e nas avaliações dos clientes.
  • Espaçamento: As palavras devem ter espaçamento adequado e também pontuação correta. Caso exista espaços sobrando entre as letras ou excesso de pontuação, seu anúncio pode não ser veiculado.
  • Repetição: Usar repetição para apelar em uma divulgação também não é permitido pelo Google. Por exemplo, não é permitido repetir uma palavra três vezes ou mais numa mesma linha de conteúdo. Por isso a mensagem deve ser mais direta possível, sem repetições.
  • Falsas promessas: Se prometeu, tem que cumprir. Partindo dessa premissa o Google também avalia se você está oferecendo algo enganoso. Então evite promessas que sejam difíceis de cumprir ou que não dependam apenas do seu serviço ou produto.
  • Linguagem Imprópria: os anúncios não devem conter linguagem agressiva ou imprópria que possa ofender os usuários de alguma maneira. Palavras ofensivas, xingamentos ou erros de grafia também podem causar problemas para a veiculação do seu anúncio.
  • Pontuação e símbolos: O Google Ads não permite que você use pontuação para atrair a atenção do usuário. Essencialmente o título não pode conter ponto de exclamação. A ferramenta também não permite que você repita ou que se utilize de símbolos para chamar atenção. Também não é possível substituir letras ou números por outros símbolos que possam confundir o significado real do texto.
  • Frases inaceitáveis: Frases clichês e que não descrevam o seu produto ou serviço também podem afetar seu anúncio. O Google Ads não autoriza frases aleatórias que não tenham a ver com o objetivo do seu negócio. 

Faça Sua Conta

Bom, agora que você já sabe bastante sobre o Google Ads chegou a hora de colocar a mão na massa e criar sua própria conta para começar a criar seus anúncios na web. O primeiro passo que você deve ter em mente é que você precisa configurar uma conta Google válida para se inscrever na plataforma.

Como criar uma conta

Primeiramente acesse o site oficial do Google Ads, https://ads.google.com, e clique no botão “Começar Agora”. Em seguida você direcionado para uma próxima tela que vai pedir um e-mail válido do Google, faça o seu login e entre na plataforma. 

Agora é a vez de você adicionar informações da empresa, coloque o nome e a URL da empresa. Adicione também o tipo de conta (individual ou comercial), dados com CNPJ ou CPF, data de nascimento, endereço comercial e formas de pagamento dos anúncios.

Depois é só aceitar os termos de uso do Google Ads e clicar em Registrar. Pronto, sua conta já está criada, é só começar a usar a plataforma.

Crie uma campanha

Com uma conta criada, agora o próximo passo é criar campanhas. Na tela inicial do Google Ads você vai ver uma visão geral da sua conta. Como você acabou de criá-la certamente estará em branco, porém será nessa tela inicial de visão geral é que você encontrará um resumo de todas as suas ações na plataforma.

Na barra lateral esquerda da tela você vai ver um menu. Logo abaixo de visão geral, você vai clicar em campanhas. É nessa aba que você vai criar e gerenciar suas campanhas. Para criar uma campanha clique no botão azul (+). O próximo passo será escolher a meta, ou objetivo, que sua campanha quer alcançar. 

A ferramenta te dá a seguinte opções: Vendas, Leads, Tráfego do site, Consideração de produto e marca, Alcance e conhecimento da marca, Promoção de App ou Criar uma campanha sem meta. Pense em qual meta se encaixa melhor para você e escolha uma delas.

Na sequência você vai ter que escolher um tipo de campanha, uma daquelas que falamos um pouco acima no texto. As opções são: Rede de Pesquisa, Rede de Display, Google Shopping, Video, Smart e Discovery. Perceba qual faz mais sentido para sua empresa no momento e escolha.

Agora, você terá que escolher as configurações com segmentação e público-alvo. Escolha as datas de programação do anúncio, segmentação por local, idioma e público-alvo, orçamento e lances. Se quiser, você pode complementar com extensões de anúncio. 

Crie um Grupo de Anúncios

Após seguir os passos anteriores. Chegou a hora de criar um grupo de anúncios. Você terá a opção de criar um conjunto de anúncios padrão ou dinâmico. 

Insira seu site e as palavras-chave que pretende usar. A própria ferramenta vai te dar sugestões de palavra-chave correspondentes que você pode usar. Clique em salvar e continuar.

Crie uma Anúncio

O próximo passo é a criação do próprio anúncio. Lembre-se que você pode criar vários anúncios dentro de um conjunto de anúncios ou dentro das campanhas. Relembre os tópicos anteriores que falamos sobre estrutura dos anúncios, dicas para melhor desempenho e o que não fazer nos anúncios.

Após preencher todos os campos do anúncio, você terá opção de criar um novo anúncio para esse conjunto de anúncios ou simplesmente salvar e continuar. O último passo para você ter seu anúncio online e sua campanha no ar é fazer uma revisão completa. 

Confira se está tudo configurado e de acordo com os seus objetivos. Clique em publicar e já terá sua primeira campanha de Google Ads pronta para ir para a web. Apenas aguarde a aprovação do Google, você pode confirmar o status no seu próprio painel inicial, Visão Geral. 

Como funciona a cobrança e o pagamento?

O Google Ads te dá duas opções básicas de pagamento. Através de boleto bancário ou cartão de crédito. Você pode comprar créditos e deixá-los disponíveis para gastar em suas campanhas ou ser cobrado no cartão de crédito quando atingir um limite configurado na plataforma. 

Boleto Bancário

Efetue um pagamento manual para seus custos no Google Ads. Para isso você vai ter que ter uma conta na plataforma com endereço comercial no Brasil. Selecionar o Real (BRL) como moeda e acesso de administrador aos pagamentos da conta.O valor mínimo para comprar créditos é de R$ 40.

Cartão de Crédito

Se o seu cartão de crédito for internacional ou tiver autorização do banco para este tipo de transação você poderá ser cobrado quando atingir um limite, que pode ser ajustado nas configurações de pagamento. Defina o seu cartão de crédito como forma principal de pagamento e faça pagamentos automáticos. Também é possível fazer pagamentos manuais inserindo créditos para sua conta de anúncios no Google Ads.

Outras ferramentas que podem ajudar

Google Analytics

O Google Analytics é a ferramenta do Google para monitoramento de tráfego de um site. Pode ser instalado em qualquer site através de um código de rastreamento. É uma ferramenta incrível para buscar entender seu público e como estão os acessos do seu site. É interessante fazer a integração do o Google Ads para conseguir informações mais completas do seu ciclo de marketing e dos resultados de suas campanhas.

Google Meu Negócio

Gratuita e fácil de usar é mais uma ferramenta essencial para empresas que desejam marcar presença na web. Preencha o cadastro da sua empresa com endereço, site, telefone, características, fotos, vídeos, horário de funcionamento e atualizações de conteúdo. É o local onde seus clientes farão avaliações do seu negócio no Google. Então é muito importante que você tenha tudo preenchido de forma correta e clara.

Google Shopping

Criado em 2011, o Google Shopping facilita a vida de usuários que buscam determinado produto diretamente na pesquisa do Google. E, também, facilita anunciantes de lojas virtuais a encontram o público certo para seus produtos. O objetivo principal é exibir produtos relevantes para os usuários da busca, que também vão poder compará-los com produtos semelhantes e verificar os preços em diversas lojas. 

Google Tag Manager

O Google Tag Manager é o gerenciador de tags do Google. Com ela você consegue inserir apenas um código no seu site e, assim, monitorar e instalar diversos serviços. É uma ferramenta fundamental para empresas de desejam ter uma ótima organização de tags e serviços instalados no site. O Tag Manager ajuda a dar autonomia e praticidade para equipes de marketing.

Google Search Console

Antigo Google Webmaster Tools, é uma ferramenta complementar ao Google Analytics. Lá você vai poder ótimos insights e entender como o Google vê seu site, analisar como os usuários chegam até lá e resolver problemas relacionados. A plataforma confirma e rastreia a presença do seu site na web, corrige problemas de indexação de conteúdo, oferece dados de tráfego de pesquisa e mostra quais site tem links para o seu.

Google Optimize

Plataforma de otimização de sites focada em alavancar as conversões. Voltada para profissionais de marketing e web designers, o Google Optimize permite teste contínuos de desempenho em diferentes áreas do seu site como páginas de blog, formulários, links, botões, landing pages, imagens e outros. Existe a versão gratuita e a versão paga chamada de Optimize 360, que oferece algumas opções a mais.

Customer Match

O Customer Match é uma funcionalidade do próprio Google Ads que permite que você utilize uma lista de e-mails para criar públicos segmentados. Com essa ferramenta você pode inserir listas de e-mail ou leads nas campanhas e anúncios que desejar. Essa possibilidade aumenta suas chances de conversão pois você estará direcionando seus anúncios para um público específico e que já conhece seu produto ou serviço.

Remarketing

O remarketing é a maneira mais fácil para sua empresa se conectar com clientes que já interagiram com seu site ou aplicativo. Consiste em continuar exibindo anúncios para o usuário que já foi impactado com seu conteúdo, produto ou serviço uma vez. O objetivo principal do Remarketing é aumentar as conversões entregando valor para quem tem grandes chances de contatar sua empresa.

Lookalike

O Lookalike é um público-alvo semelhante a uma segmentação que você já criou anteriormente. Na tradução literal significa “sósia”, ou seja, algo muito parecido. No marketing digital a segmentação Lookalike cria públicos-alvo semelhantes aos que você já usa para gerar um maior alcance e melhorar o engajamento. Por ser um público semelhante aos que já são seus clientes, as chances de conversão são maiores. 

Como Mensurar Resultados

Parte fundamental dos seus processos de marketing digital é saber medir seus resultados. E no Google Ads não é diferente. Sem dúvidas você querer saber se suas campanhas estão dando certo, quantas pessoas foram impactadas, quantos novos contatos gerou ou quantas vendas vieram a partir de suas campanhas. 

É claro que essa visão de mensuração de resultado vai depender efetivamente de que tipos de campanhas você está fazendo e de como está medindo essas conversões. Por isso é importante verificar como está construído seu funil de vendas para conseguir mensurar melhor seus resultados.

No Google Ads existem uma variedade de métricas que facilitam a mensuração de resultados, vamos as principais:

1 – índice de Qualidade

O IQ é uma avaliação feita pelo Google sobre a qualidade das palavras-chave que você escolheu ou sobre os anúncios que você criou e páginas de destino dos anúncios. O índice vai de 0 a 10, isso significa se o seu IQ estiver 10, está tudo perfeito e seu anúncio tem total relevância para a web. Significa também que o usuário que clica em seu anúncio tem uma ótima experiência de visita ao seu site.

2 – Taxa de Cliques (CTR)

Conhecido como CTR, a taxa de cliques é o cálculo do número de cliques divididos pelas impressões do anúncio. Serve para te mostrar se seu anúncio está atrativo para o público-alvo e se está alcançando seus objetivos. Caso sua taxa de visualizações esteja alta mas a taxa de cliques esteja baixa é provável que seu anúncio precise de ajustes de textos, títulos, imagens ou talvez você precise melhorar sua segmentação de público.

3 – Custo por Clique Médio (CPC Médio)

Uma das métricas mais importantes é o custo por clique. Através dele você consegue saber quanto está custando cada clique do seu anúncio. E o CPC Médio te ajuda a avaliar quanto vai custar para você atingir um determinado número cliques ou pessoas. Você também consegue ter uma ideia bem clara de quantos cliques pode atingir por dia, por mês e por orçamento de campanha.

4 – Custo por Aquisição (CPA)

Também conhecida por custo por conversão essa métrica é muito boa para que você descubra quanto realmente está custando impactar um cliente através dos seus anúncios no Google Ads. A conversão pode ser um novo lead, uma nova venda, uma visualização ou uma ligação por exemplo. Isso vai depender de seus objetivos de campanha.  

ROI – Retorno sobre o Investimento

Sem dúvida é a principal métrica que uma empresa deve ter. Saber qual está sendo o seu retorno sobre seu investimento é primordial para que sua empresa consiga mensurar a eficácia de suas campanhas no Google Ads. Além disso, realizar este cálculo para todas as suas ações online permite que você tenha controle total e absoluto sobre seus investimentos e quais são os retornos que ele tem trazido para a empresa.

Metodologia 3MIND para Google Adwords

A 3MIND usa uma metodologia bastante apurada para seus clientes de Google Ads. Fazemos uma pesquisa completa de palavras-chave que podem fazer sentido para seu negócio de acordo com o briefing passado pelo cliente. Após análise inicial, também analisamos seus concorrentes potenciais e passamos um diagnóstico preliminar para o trabalho de Google Ads.

Realizamos, também, o monitoramento diários de suas campanhas sempre tentando otimizar e melhorar suas conversões na plataforma. Emitidos relatórios mensais ou semanais das campanhas dos clientes com o intuito de ficarmos mais próximos de melhores resultados. O cliente pode acompanhar o desempenho em tempo real de suas campanhas através de um dashboard online com visão ampla de tudo o que o cliente está fazendo na web.Quer conhecer mais do nosso trabalho? Entre em contato com a nossa equipe através do plugin do WhatsApp. E para saber mais sobre marketing jurídico e como o Google Ads pode ajudar na divulgação dos serviços do advogado inscreva-se gratuitamente no curso Marketing Essentials!

[mautic type="form" id="7"]

Receba conteúdos e estratégias atualizadas de Marketing Jurídico gratuitamente!

Sobre o autor
Compartilhe
Suporte 3MIND
Olá, como está?

É um prazer falar com você!!

Para prosseguirmos, selecione uma das opções abaixo, por favor:

1️⃣ Quero entender como funcionam as ações de marketing;
2️⃣ Sou cliente e quero falar com o departamento financeiro;
3️⃣ Quero falar sobre vagas;
4️⃣ Outros assuntos.